LÉSBICAS

Amigas lésbicas Lesbianismo Contatos lésbicos Meninas lésbicas

Índice de conteúdos: História do lesbianismo - Lésbicas famosas

(Esta é uma tradução de computador do artigo original em espanhol. Não deveria ser considerado como complete ou preciso.)

O lesbianismo

O lesbianismo significa homossexualismo feminino, atração sexual ou emocional entre mulheres.

Origem do termo sáfica

    Safo foi unha poetisa grega carregada na ilha da Lesbos em 628 antes de Cristo. Safo teve um internado de crianças de famílias nobres e uma escola de dança, música e poesia em uma ilha do Mar Egeu chamado Mitilene. Naquel internado as relações começariam a surgir entre Safo e as meninas jovens que o habitavam. Safo emigrou à Sicília, de onde ela voltou em 580 antes de Cristo graças ao perdão que lá a concedeu o líder da cidade de Lesbos.

Origem do termo lésbica

   O internado da poeta Safo (630-560 a. C) esteve na ilha da Lesbos. Muitos séculos depois, concretamente no fim do século XVIth, um escritor francês chamado Pierre de Bourdeille (mais conhecimento como Mestre de Brântome) compilou poemas afetuosos entre mulheres em um livro titulado "As lésbicas", na referência para a ilha onde Safo viveu. A palavra ficou popular e aquelas mulheres que se sentiam atraídas sexualmente para outras mulheres foram chamados lésbicas.

Origem do termo boyera ou bollera

    O termo boyera provavelmente ele vem de sacerdotisas antigas que dirigiam carros de bois (daqui a denominação de boyeras). Essas sacerdotisas celebravam ceremônias (há 4000 anos) em que só as mulheres tomavam parte para um rito religioso feminista que só as mulheres representavam a Terra, a deusa única e mais antiga que a humanidade adorou antes de que o princípio masculino a derrubasse. Essas adorações femininas foram os resíduos de um período matriarcal no qual a religião inteira esteve em mãos das mulheres.

Origem do termo tortillera

    No "Maitreya" novo, do Cubano Severo Sarduy, um dos personagens, especialmente "Iluminada", toma na sua mão um omelete fu-yong que é um omelete falso onde lá não existem os ovos (na referência para o genitals masculino). Este omelete fu-yong, que parece aludir a uma chapa chinesa, refere-se um tanto a "fullón", o aumentativo de "fullería" (fraude). É, por isso, um omelete falso, onde não há nenhum ovo. O termo "tortillera" é usado em muitos países falantes de espanhol, principalmente na Cuba e a Espanha.

Outros termos seriam virago (mulher viril), machorra (foi dito sobre o sheeps que eles não produziam), e fricatrices ou tribadas (aludindo ao ato de um atrito contra outro um).

Apesar da rejeição que as lésbicas experimentaram ao longo da História, muitas mulheres reconheceram abertamente a sua condição sexual, entre eles muitas lésbicas famosas (ou bissexual) como Isadora Duncan, Virginia Woolf, Mercedes De Acosta, Greta Garbo, Marlene Dietrich, Susan Sontag, Annie Leibowitz, Martina Navratilova, Amelie Mauresmo, etc.

Como o lesbianismo foi examinado pelos homens? Em geral com a rejeição, menos quando as lésbicas sejam percebidas como um objeto do desejo sexual. Muitos homens sentem-se excitados por espetáculos lésbicos e procuram a pornografia de lésbicas para satisfazer as suas fantasias.

Descrição: lesbianismo,  biografias de lésbicas, lésbicas famosas, páginas de lésbicas, meninas lésbicas, web de lésbica, lésbicas em América Latina, lesbianismo em países falantes de espanhol.

Acesso a: História do lesbianismo - Lésbicas famosas

E-mail:

O texto completo desta página foi registrado legalmente e www.lesbianas.tv é o proprietário.
A cópia de qualquer parte deste texto sem a intenção da nomeação será informada as autoridades pertinentes.

Outras línguas: Español, Català, English, Français, Italiano, Deutsche.
Ligado emGoogle - Alexa - Yahoo! - Altavista - MSN Search
Alexa ranking: 986.216 (Lésbicas 17.158)

© Lesbianas.TV, 2004/09 - Política de privacidade